Follow by Email

terça-feira, 28 de abril de 2015

Votação da PL 21/2015

Hoje, acordei cedo e fui pra Porto Alegre. Eu tinha um  compromisso muito sério com a minha consciência.  Era a votação  da PL 21/2015  na Assembléia Legislativa,  que objetivava  alterar a Lei 11.915.  que é a favor  de sacrifício  de animais  em  rituais religiosos.
Ao chegar lá, me deparei com a maioria esmagadora de "religiosos". Em cada 4 pessoas, três eram  deles e um nosso. 
Gritos para lá, gritos para cá, apitos e buzinas de todos os lados. Os vestidos de "branco" nos olhavam com raiva. Até que a Deputada  Regina Becker, autora do projeto,  entrou no auditório. Foi ovacionada por nós e muito vaiada por eles. Nos sentimos meio órfãos  quando  ficamos sabendo que ela nao participaria na votação, e que estava indo para Brasília.
Depois de algumas afrontas ficamos sabendo que  entre eles, havia um cachorro. Não sei qual era a intenção.... O fato é que   o pobre devia estar em completo desespero ali no meio daquela balbúrdia, gritos, e sons muito altos. Ficamos desesperados, eu que estava bem nervosa, tive que esconder algumas lágrimas ao pensar no bem estar do cão.
A votação começou. Eu nunca ouvi tanta asneira na minha vida. Deputados, eleitos pelo povo, deveriam ter um pouco mais de discernimento e usarem o microfone pra falar menos sandices.Campeoes de votos, trairam a confiança de muitos eleitores,  deveriam  se informar melhor  para falarem menos bobagens...
Não vou me alongar dizendo o que um e outro falou.
O resultado da votação foi a seguinte. Estiveram presentes na reunião da votação do PL 21/2015, os deputados Gabriel Souza (PMDB), Alexandre Postal (PMDB), Luiz Fernando Mainardi (PT), Stela Farias (PT), Ciro Simoni (PDT), Dr. Basegio (PDT), Frederico Antunes (PP), João Fischer (PP), Maurício Dziedricki (PTB), Jorge Pozzobom (PSDB), Elton Weber (PSB), Manuela d´Ávila (PCdoB), Jeferson Fernandes (PT), Nelsinho Metalúrgico (PT), Tarcísio Zimmermann (PT), Pedro Ruas (PSOL) e Altemir Tortelli (PT). Também acompanhou a reunião o ex-deputado Edson Portilho, autor do projeto que alterou o Código Estadual de Proteção aos Animais de modo a permitir o abate de animais nos rituais religiosos.
O único voto a favor dos animais foi do Dep. Gabriel Souza, veterinário, nascido  aqui no litoral norte. Ele, nas últimas eleições,  foi eleito com mais de dez mil votos dos patrulhenses que confiaram nele e  hoje  orgulham-se desse voto.
Estou triste porque os sacrifícios de animais vão continuar. Os  mais usados nestas "oferendas" são bodes, galinhas e  gatos pretos... Não entendo como pretendem agradar a Deus, matando  as suas  criaturas...
Eu pensava que o nosso estado estivesse mais evoluído. Foram se os tempos em que pessoas aplaudiam gladiadores se matando numa arena, o tempo em que era aceito o sacrifício de crianças.... Um dia, não sei quando, também será proibido o sacrifício de animais. Um dia o ser humano não vai ser tão ignorante a ponto de  pensar que  com sangue inocente está agradando o Criador. Espero pelo dia  em que ninguém pensará mais em sacrificar um animal que  tem seus direitos. sim;  e ,que como nós, sente  dor, frio, fome e medo.
Espero, muito que esse dia não demore a chegar.


Nenhum comentário:

Postar um comentário