Follow by Email

quinta-feira, 5 de novembro de 2015

Os animais precisam de você

Chegamos na época quando as pessoas  pensam somente  em programar suas férias,  nas festas  de final de ano, em se divertir e  fazer tudo  que o trabalho ou os estudos as impediram durante os outros meses. Essa também é a fase de maior abandono  de animais. Com isso, mais crias, mais filhotes aparecem. Mais sofrimento nas ruas. Mais atropelamentos, mais fome.
Na ânsia de sair de casa, de  viajar, largam seus animais nas ruas ou com qualquer um, e esses ficam abandonados, desamparados sem ter para onde ir, o que comer, onde se abrigar.
Infelizmente, essa também é a época que as ONGs precisam  mais do apoio de todos. Nossa proximidade  com o litoral, faz com que nossa  cidade fique praticamente vazia, o que impossibilita a realização de eventos para arrecadar dinheiro para  castrações e atendimentos nas veterinárias.
Já falamos que os veterinários, estudaram para exercerem essa profissão e devem e merecem receber pelo trabalho que realizam.  Para que elas continuem nos ajudando, precisamos de dinheiro. Infelizmente teremos que parar de  atender, recolher, e castrar  até o final do verão se não conseguirmos  dinheiro. Como é de conhecimento geral, a ONG  Animal Shelter vive desses eventos que realizamos  no Esporte Clube Jau, que sempre nos oferece  sua sede  sem custos  para que  possamos fazer mais lucro.
Peço a todos que ajudem a  ONG Animal Shelter durante esse período crítico. Deposite em nossa  conta qualquer quantia.
BANRISUL Banco 041
Agencia 0822 Conta Corrente 0607309707
CNPJ - 18.983.686/0001-43
Você ainda pode fazer  débitos mensais  no Pag Seguro
Link para contribuir com um valor mensal via cartão de crédito: 
https://animalsheltersap.wordpress.com/ajude-nos-a-ajudar/

Link para fazer uma doação espontânea via cartão de crédito:
 https://pagseguro.uol.com.br/checkout/v2/donation.html?action=add&currency=BRL&receiver 

Email=fin.animalsheltersap@gmail.com

Se não tiver condições de contribuir financeiramente neste momento, ajude-nos compartilhando essa postagem, enviando os dados por e-mail/whats/sms para seus contatos, ligando para amigos e empresários, enfim, fazendo a maior das caridades, que é aquela de Doar-se a Si Mesmo.

quarta-feira, 7 de outubro de 2015

Ajuda para um vovô Gato


Texto da Adriana Schnell da Ronrona  pra Tia
Seu Flor, o Vovô Gato chegou em nossas mãos no primeiro dia da Primavera, o que explica, e muito, o nome que ganhou! Mas o estado de saúde dele estava bem precário. Na Chatterie, foi avaliado, testado para Fiv e Felv (positivo) e, bem, no sábado (26/09), já ganhou um belo trato: fez uma plástica nas orelhas (muito, mas muito machucadas pelo câncer de pele) e foi castrado.
Hoje, nesta linda segunda-feira, 48 horas depois da cirurgia, o vôzinho está em plena recuperação e pronto pra ter alta e ganhar um lar: as orelhas estão cicatrizando muito bem; ele está com um ótimo apetite e sem dificuldade alguma para alimentar-se; usa direitinho a caixinha de areia; e quer muito, mas muuuitooo colo! Ronrona alta pedindo.
Ah! E durante nossa visita, hoje, curtiu uma boa 'Sessão Janela' de olho no movimento da rua e nos passarinhos, claro!
De você que está lendo este post, além de boas energias e vibrações pelo vovô, pedimos, também, ajuda compartilhando este post. Porque estamos buscando um lar cheio de amor, carinho e proteção pro Seu Flor.
Lembrando que o senhorzinho é Felv, portanto deve ser filho único ou morar em um lar com outro (s) gatinho (s) Felv, para não correr o risco de contaminar outro animalzinho. Mas, sobretudo, procuramos um LAR, um CORAÇÃO e muito AMOR pro SEU FLOR!!!
Aceitamos doações também para custear o tratamento (internação, medicação e cirurgia). E, claro, aceitamos ração (seca e/ou molhada), areia sanitária, brinquedinhos e o que você achar que pode doar.
TUDO. ABSOLUTAMENTE TUDO QUE FOR FEITO COM AMOR É BEM-VINDO PARA O SEU FLOR.
COMPARTILHE, POR FAVOR!!!´"

Eu,  Sinara, estou  doando  a  coleção  da Sissi:   Divagações  de  Sissi,  Sissi  no Futuro, As Divagações Continuam, Sissi  na África, Memórias  de um Cachorro Velho  e  Sherlock Cat. Cada um no valor de 20,00  cada um  para ajudar  nas  despesas  desse vovô.  Quem ainda não leu. Tem mais  essa  desculpa  pra  ajudar o Seu Flor!
 Falem direto com a  Adriana  para  depósitos.
Mais informações  sobre os livros  aqui  neste blog.
http://authorsinarafoss.blogspot.com.br/

terça-feira, 25 de agosto de 2015

Empresas Dog- Friendly


Domingo, no Jornal Zero Hora, li uma reportagem sobre os animais no ambiente de trabalho e os inúmeros benefícios para o ser humano. Gatos, passarinhos, mas na grande maioria, cães.  Nos Estados Unidos, por exemplo, muitas empresas são “dog-friendly” nos quais os animais de estimação dos funcionários são bem vindos  todos os dias  ou  em dias  específicos.   Aqui no Brasil, já existem empresas que adotaram medidas semelhantes para tornar o ambiente  corporativo, um lugar mais  alegre e amigável.
Qual seria o benefício de ter animais no seu ambiente de trabalho? De acordo com um estudo divulgado pela Forbes,  aqueles que convivem com animais no trabalho tem menos estresse e chegam ao final da jornada diária sentindo menos  cansaço. Os animais, além de proporcionarem bem estar e  descontraírem o ambiente, aumentam bastante a motivação e a produtividade, mesmo que haja pausas para que os trabalhadores conversem ou troquem um carinho com o mascote. O trabalho rende!
Trazendo essa questão aqui  para  nossa cidade.. Que tal sua empresa  adotar  aquele animalzinho que se aquerenciou ai pela frente? Primeiro passo castra-lo, vacina-lo, cuidar de sua saúde. Rachando entre todos os funcionários, cada um dá um pouquinho, não fica caro pra ninguém. Ração de boa qualidade para ter saúde, banhos semanais ou quinzenais pra ficar cheiroso!  Tem pets que buscam e trazem em casa.

Além de todos os benefícios  proporcionados por um animalzinho na empresa, ele ainda vai ajudar na divulgação. O logo da empresa  pode estar estampado na casinha  disponibilizada para ele bem como nos lenços ou bandanas usadas pelo mascote. Pense nisso. Adote esse animalzinho que adotou a sua empresa!

sexta-feira, 31 de julho de 2015

Maus tratos a Animais

O que fazer quando você  sabe que  um animal está sendo maltratado?  O que fazer quando seu vizinho constantemente deixa seu animalzinho preso   sem abrigo no sol ou na chuva, sem agua, sem comida? Ocorrências envolvendo animais como vitima são registradas em qualquer Delegacia de Policia Civil principalmente se tem autor conhecido,  como seu vizinho, ou um seu conhecido, por exemplo.
 Delegacia Especializada  não temos aqui  ainda, mas geralmente é quando envolve grande número de vitimas e a maioria das vezes  de  autoria desconhecida  e é necessário uma investigação maior.

Só levantar o fone e ligar 190 e chamar a Brigada Militar não resolve.  Tem que ser registrado um Boletim de Ocorrência (BO) em qualquer Delegacia de Policia mais próxima ao local do crime, as partes serão ouvidas, provas coletadas e encaminhadas ao judiciário. Algo  ainda mais fácil é  registrar na Delegacia On Line de dentro de sua própria casa.

Entre  na Delegacia On Line, Já na primeira página  aparecerão as alternativas:   Furto, Ofensas, Maus Tratos Contra Animais e Perturbação.  Você apenas precisa  ter um e-mail válido para que sua ocorrência  seja anotada.

 O que não pode é o homem de bem calar-se por medo ou represália.  Se você sabe  de maus tratos e  não denuncia,  você se torna cúmplice daquele  delito. Pena não salva ninguém.  Também não adianta ligar para pessoas que  você sabe que amam animais, elas já tem problemas suficientes para resolver.  Não adianta passar o problema para pessoas  que nada podem resolver, vá direto a delegacia!

Faça a sua parte. Denuncie  no lugar certo!
https://www.delegaciaonline.rs.gov.br/dolpublico/index.jsp

sexta-feira, 17 de julho de 2015

Ajuda com ração

Queridos amigos:
Os animais são responsabilidade de todos, embora as vezes apenas alguns poucos pensem assim.
Peço ajuda de vocês pedindo ração  de gatos e de  cães  para  uma protetora aqui de nossa  cidade que mantém seus animais  sempre limpos e bem cuidados. Mas  vocês sabem,  alimentação  custa caro.
Nos ajude  com ração, fale  com a Daia  no  telefone (51) 99304656
Você  pode também deixar ração  com a  Sonia Brito   da Ong Animal Shelter que trabalha  no Supermercado Gomes ( Gomão) ou com qualquer um outro  membro da  Ong.

sexta-feira, 10 de julho de 2015

Doações

Nossa ONG, a Animal Shelter,  não recebe nenhuma ajuda  do governo, da prefeitura, nem de empresas. Contamos apenas  com o dinheiro das  Rifas, dos  Cachorros Quentes e demais eventos que organizamos. Não temos como arcar com todas as despesas que aparecem. São muitos os animais que precisam de tratamento, castração, hospitalização... Um animalzinho feio e mal cuidado ninguém quer. Necessitamos da ajuda de todos, de quem puder doar algo, Não doamos animais  adultos não castrados. Adotantes de filhotes assinam um papel e  esses serao  posteriormente  castrados, quando  tiverem a idade. 
Por favor, programe-se, faça um depósito mensal na nossa  Conta Corrente. Qualquer ajuda é bem vinda!
Acompanhe  na  nossa  página no facebook, o que temos feito.
 https://www.facebook.com/pages/Animal-Shelter/456606387760848
Com a sua ajuda podemos fazer bem mais.

Ajude-nos a ajudar! 
BANRISUL Banco 041
Agencia 0822 Conta Corrente 0607309707 

CNPJ - 18.983.686/0001-43

segunda-feira, 29 de junho de 2015

Projeto #AdoçãoSegundaChance

Como cães vão parar  em Abrigos Municipais e em casas  de protetores ou  acumuladores?
Esses cães são filhos, netos daquela cadela que você tinha e não castrou.
Esses cães são filhos, netos daquele cachorro que você tinha e não castrou.
Bom, mas  os  cães já estão ai e temos que fazer algo por eles.
Peço a todos que abram um espaço em suas  casas e em seus corações e adotem mais um.
No Canil de Santo Antonio da Patrulha, existem muitos cães  saudáveis à espera  de um lar.  São tristes, inocentes prisioneiros que nem entendem o porque  do seu confinamento.
Falem com o Nélson Gomes  da Vigilancia Sanitária  de SAP ( 3662 1639) e  agende  uma visita.
Cães de várias idades e tamanhos  esperam ainda  por um cantinho  onde possam chamar de lar!
Abra as portas do seu lar. Abra seu coração.
E entre  de  cabeça  neste projeto maravilhoso: Projeto Adoção Segunda Chance

sexta-feira, 19 de junho de 2015

Cães Comunitários

A frase: "Não existem lares para todos", vem sendo escrita  em blogs, artigos,  já  há  alguns  anos.  A falta de consciencia quanto a  castração  de animais de  rua  pelos municípios leva a essa  constatação. Cadelas ganham filhotes  de seis em seis meses, gatas  de quatro em quatro. Como encontrar lares, tutores para todos? Temos que castrar  para evitar que procriem  mais, mas  esses  animais que já estão na rua, que ja nasceram,  fazer o que?
Em vários lugares  já existe  o chamado cão comunitário. O que é isso? São  animais, castrados, que um grupo de  vizinhos  cuida  em conjunto. Esse  animal não tem um dono só. Ele é  daquele  bairro, daquela  zona. Aquele  grupo de pessoas  é responsável por ele, pelas  suas vacinas, sua alimentação, pela  sua  castração, pelo  seu  bem estar e segurança.
Na  Guarda do Embaú  em Santa Catarina, por  exemplo,  muitas  pessoas  têm seus próprios animais, mas as  ruas  estão cheias  de animais  castrados, simpáticos, bem tratados por todos, inclusive os  visitantes da praia. É lindo de  se ver. Lá não tem animais  doentes,  magros, com fome. Todos  cuidam de todos. Muitos  deles são  enfeitados  com bandanas e  gravatas. Eles têm vários donos, todos  se sentem responsaveis por eles.
Recentemente, um  outro caso esteve na mídia gaúcha,  foi o das "Casinhas Amarelas  de Bagé". Nesta cidade, existem várias casinhas  dispostas pelas ruas que abrigam os  animais "sem dono" . O projeto é viável graças ao apoio de moradores, protetores locais, a ajuda de empresas , pessoas  físicas e jurídicas.
Acredito que  Santo Antonio da Patrulha esteje pronta para  adotar essa ideia. Visto que não existem lares para todos, vamos abrigar, cuidar dos que já estão ai!
É preciso para isso que haja uma conscientização, e  educação das pessoas. Elas têm que saber que não podem agredir  ou machucar o animal.Se não tem  caráter ou boa índole que as  faça  gostar, que pelo menos não maltrate.  Existem leis, que defendem os animais.
Alguns podem reclamar: "Cachorros  estragam os sacos de lixo." Pra começar, restos  de comida, lixo orgânico não se põe em lixeiras para os garis levarem.. Enterra-se  num cantinho da horta  ou jardim.  E outra:  Um animal  sem fome, não mexe no lixo. Que tal então, Alimenta-lo,  dar ração?
Acredito que nosso povo está se conscientizando mais. Agora é a  hora. Vamos fazer essa ideia pegar!! Cães comunitários  em Santo Antônio da Patrulha.





sexta-feira, 5 de junho de 2015

A Importancia de um Lar Temporario

Por que oferecer um lar temporário?

Animais que estão doentes, muito jovens, estressados, ou precisando de socialização, não são os melhores candidatos para a adoção. Esses bichinhos precisam de ajuda para se recuperarem, crescerem físicamente ou mentalmente, tornando-se assim, mais atraentes para as famílias que procuram adotar.

Ao oferecer um lar temporário, você estará promovendo um grande auxílio na reabilitação de um animal através da assistência domiciliar, proporcionando um lugar em sua casa e muito amor enquanto a adoção definitiva chega. Ajudar animais que antes eram indesejáveis a conseguirem lares permanentes, casas onde terão amor e vida digna, dá uma satisfação que não tem preço. Fazendo isso, você estará ajudando a reduzir custos dos protetores e ongs com internações e hospedagens em clínicas ou hotéis. ONGS, blogs e protetores estão sempre à procura de adoções definitivas, cada um ajuda no que pode.

Em um lar temporário, os animais serão menos susceptíveis as doenças contagiosas, receberão atenção e carinho, ao invés de estarem isolados, e consequentemente serão mais socializados.

Que tipo de animais de estimação necessitam de um lar temporário?

01. Gatinhos e cachorros, que são jovens demais para serem castrados e adotados. 

02. Gatos ou cães que ainda estão a amamentar suas ninhadas, que  precisam de um lugar tranquilo, onde possam se sentir seguros e receber a socialização adequada. 

03. Gatinhos ou cãezinhos que foram separados de suas mães ainda muito cedo: Cuidar de ninhadas, ou de um filhote que não têm uma mãe é algo que exige atenção e tempo, e como os animais são muito jovens, devem ser alimentados com regularidade, normalmente exigindo-lhe levantar-se várias vezes à noite para 
garantir que eles estarão bem alimentados.

04. Os gatos ou cães que estão sendo tratados por ferimentos ou doenças: Alguns animais que estão doentes, precisam de um lugar tranquilo para se recuperar, e alguns cuidados adicionais. Por exemplo, um cão com uma perna quebrada pode precisar de tempo para a sua perna voltar ao normal e recuperar forças antes de que ele esteja apto para ser colocado definitivamente para adoção. Cuidar dos animais doentes é mais adequado em casas sem crianças ou animais de estimação brincalhões. 

05. Animais que estão estressados, ou deprimidos por estarem numa clínica, confinados por um longo tempo.

06. Animais que sofreram maus tratos, e que necessitam de muito carinho e atenção para recuperarem a sociabilidade e auto estima.  Bichinhos que não tiveram muito contato com pessoas (ou apenas o contato com pessoas negativas) podem não confiar nas pessoas, e precisam aprender que estar com humanos pode ser uma coisa boa.

quarta-feira, 27 de maio de 2015

Terceiro Cachorro Quentes da Animal Shelter foi um SUCESSO!






O Cachorro Quentes da Animal Shelter já se tornou um evento  que entrou para  o calendário da cidade!
Sexta feira, dia 22 de  maio, ocorreu o terceiro Cachorro Quentes  da ONG  no Esporte Clube Jaú, na Várzea.
Dessa vez, houve apresentações de cantores, bandas da cidade. Todos  cantaram e se apresentaram por amor à causa animal, que graças a Deus , cada dia  cresce mais.
Queremos  agradecer a todos  os que doaram  ingredientes,  doces, cup cakes, os que trabalharam e aos  cantores:  Anderson e Renan; Paulinho Machado e Gabriela; Iury e William  e as bandas Makossa, Hesh, Dr Mahalo e Cassio Farias. 
No segundo semestre  tem outro, pessoal!!
Já vão se programando!!

terça-feira, 12 de maio de 2015

Gatos - Uma maneira diferente de Criar

Quase todos os dias vemos nas redes sociais, pedidos de pessoas  que procuram seus gatos. Sairam pra dar uma volta  e não voltaram... Seus  vizinhos não gostavam dele ( do gato) e talvez  tenham "levado pra passear"  , um cachorro pegou, um carro atropelou , ou quem sabe, ele  sem ser castrado foi atrás  de fêmeas  no cio e se perdeu.
Infelizmente  ainda moramos  num local onde nossos  animais  estão a mercê das pessoas. Se elas quiserem podem fazer mal a eles, mesmo dentro de nosso pátio.
Triste isso, mas  é a nossa realidade. Estamos ainda num mundo de provas e expiações, espero que logo  entremos num mundo de Regeneração e tudo melhore. A evolução humana tem que acontecer!
Por enquanto, temos que manter nossos gatos  dentro do pátio. Construa um gatil, mantenha-os presos  ali durante o dia  e  depois quando chegar do trabalho, coloque -o pra dentro de casa quando  janelas e portas estiverem fechadas. Melhor ainda é  é telar as janelas. Assim o gato não tem acesso a  rua.
Infelizmente,  dependendo  do bairro  e dos vizinhos que você tem, essa  é  a alternativa.

Se  você mora num bairro legal, seus  vizinhos  são  maravilhosos, gente boa,  não precisa tudo isso, mas  cuide para que seu gato só saia na  rua  depois de um mês da adoção, quando  ele  estiver  bem  acostumado e castrado. 

terça-feira, 28 de abril de 2015

Votação da PL 21/2015

Hoje, acordei cedo e fui pra Porto Alegre. Eu tinha um  compromisso muito sério com a minha consciência.  Era a votação  da PL 21/2015  na Assembléia Legislativa,  que objetivava  alterar a Lei 11.915.  que é a favor  de sacrifício  de animais  em  rituais religiosos.
Ao chegar lá, me deparei com a maioria esmagadora de "religiosos". Em cada 4 pessoas, três eram  deles e um nosso. 
Gritos para lá, gritos para cá, apitos e buzinas de todos os lados. Os vestidos de "branco" nos olhavam com raiva. Até que a Deputada  Regina Becker, autora do projeto,  entrou no auditório. Foi ovacionada por nós e muito vaiada por eles. Nos sentimos meio órfãos  quando  ficamos sabendo que ela nao participaria na votação, e que estava indo para Brasília.
Depois de algumas afrontas ficamos sabendo que  entre eles, havia um cachorro. Não sei qual era a intenção.... O fato é que   o pobre devia estar em completo desespero ali no meio daquela balbúrdia, gritos, e sons muito altos. Ficamos desesperados, eu que estava bem nervosa, tive que esconder algumas lágrimas ao pensar no bem estar do cão.
A votação começou. Eu nunca ouvi tanta asneira na minha vida. Deputados, eleitos pelo povo, deveriam ter um pouco mais de discernimento e usarem o microfone pra falar menos sandices.Campeoes de votos, trairam a confiança de muitos eleitores,  deveriam  se informar melhor  para falarem menos bobagens...
Não vou me alongar dizendo o que um e outro falou.
O resultado da votação foi a seguinte. Estiveram presentes na reunião da votação do PL 21/2015, os deputados Gabriel Souza (PMDB), Alexandre Postal (PMDB), Luiz Fernando Mainardi (PT), Stela Farias (PT), Ciro Simoni (PDT), Dr. Basegio (PDT), Frederico Antunes (PP), João Fischer (PP), Maurício Dziedricki (PTB), Jorge Pozzobom (PSDB), Elton Weber (PSB), Manuela d´Ávila (PCdoB), Jeferson Fernandes (PT), Nelsinho Metalúrgico (PT), Tarcísio Zimmermann (PT), Pedro Ruas (PSOL) e Altemir Tortelli (PT). Também acompanhou a reunião o ex-deputado Edson Portilho, autor do projeto que alterou o Código Estadual de Proteção aos Animais de modo a permitir o abate de animais nos rituais religiosos.
O único voto a favor dos animais foi do Dep. Gabriel Souza, veterinário, nascido  aqui no litoral norte. Ele, nas últimas eleições,  foi eleito com mais de dez mil votos dos patrulhenses que confiaram nele e  hoje  orgulham-se desse voto.
Estou triste porque os sacrifícios de animais vão continuar. Os  mais usados nestas "oferendas" são bodes, galinhas e  gatos pretos... Não entendo como pretendem agradar a Deus, matando  as suas  criaturas...
Eu pensava que o nosso estado estivesse mais evoluído. Foram se os tempos em que pessoas aplaudiam gladiadores se matando numa arena, o tempo em que era aceito o sacrifício de crianças.... Um dia, não sei quando, também será proibido o sacrifício de animais. Um dia o ser humano não vai ser tão ignorante a ponto de  pensar que  com sangue inocente está agradando o Criador. Espero pelo dia  em que ninguém pensará mais em sacrificar um animal que  tem seus direitos. sim;  e ,que como nós, sente  dor, frio, fome e medo.
Espero, muito que esse dia não demore a chegar.


sábado, 11 de abril de 2015

União pelos Animais

Quase todos os dias recebo ( e  isso  sei que é igual para todos os protetores de animais daqui  de nossa  cidade) um pedido:
"Tem um cachorro vagando aqui na frente da  minha  casa. Estou dando comida, mas não posso ficar com ele. Vocês podem vir buscar?"
Buscar e  levar pra onde? 
Tendo em vista que nossa  cidade não possui um Albergue de Passagem  para cães e gatos, a melhor saída é que essas pessoas  dêem elas mesmas um Lar Temporário a  esse animal e que  logo  o encaminhe  para  adoção. Temos várias páginas  no facebook com muitos  seguidores  destinadas a  esse  fim: Grupo Protetores Voluntários  de  Santo Antonio,  Sinara Foss e Os  Animais, APASAP, Animal Shelter...para citar algumas.... Todas  vão gostar de compartilhar fotos  de  cães e gatos a procura  de um lar. Boas fotos   e  com  animaizinhos  limpinhos, ajudam  muito na  adoção.
Tudo o que eu  ( e todos  esses meus  amigos que recebem pedidos iguais) posso  fazer, você também pode.  Dar uma alimentação, água fresca,um remédio de vermes, um cantinho  abrigado para dormir, acho que todos  podem  arrumar. Se  fizer um pouco mais  e  se reunir com seus  vizinhos  e fazer uma "Vakinha"  para  a castração, melhor ainda. Nenhuma  clínica veterinária vai se recusar a  dar um bom desconto se souber que é uma "Boa Ação"  entre  amigos. Já tem bairros  fazendo isso!
Eu trabalho, assim como você ( e não é com animais), e  preciso do meu trabalho  para  viver. Não posso  ficar a disposição de atender pedidos. 
A obrigação  não é minha! Sei que também não é sua, mas eu estou fazendo a minha parte. Faça  também a  sua!