Follow by Email

sexta-feira, 5 de junho de 2015

A Importancia de um Lar Temporario

Por que oferecer um lar temporário?

Animais que estão doentes, muito jovens, estressados, ou precisando de socialização, não são os melhores candidatos para a adoção. Esses bichinhos precisam de ajuda para se recuperarem, crescerem físicamente ou mentalmente, tornando-se assim, mais atraentes para as famílias que procuram adotar.

Ao oferecer um lar temporário, você estará promovendo um grande auxílio na reabilitação de um animal através da assistência domiciliar, proporcionando um lugar em sua casa e muito amor enquanto a adoção definitiva chega. Ajudar animais que antes eram indesejáveis a conseguirem lares permanentes, casas onde terão amor e vida digna, dá uma satisfação que não tem preço. Fazendo isso, você estará ajudando a reduzir custos dos protetores e ongs com internações e hospedagens em clínicas ou hotéis. ONGS, blogs e protetores estão sempre à procura de adoções definitivas, cada um ajuda no que pode.

Em um lar temporário, os animais serão menos susceptíveis as doenças contagiosas, receberão atenção e carinho, ao invés de estarem isolados, e consequentemente serão mais socializados.

Que tipo de animais de estimação necessitam de um lar temporário?

01. Gatinhos e cachorros, que são jovens demais para serem castrados e adotados. 

02. Gatos ou cães que ainda estão a amamentar suas ninhadas, que  precisam de um lugar tranquilo, onde possam se sentir seguros e receber a socialização adequada. 

03. Gatinhos ou cãezinhos que foram separados de suas mães ainda muito cedo: Cuidar de ninhadas, ou de um filhote que não têm uma mãe é algo que exige atenção e tempo, e como os animais são muito jovens, devem ser alimentados com regularidade, normalmente exigindo-lhe levantar-se várias vezes à noite para 
garantir que eles estarão bem alimentados.

04. Os gatos ou cães que estão sendo tratados por ferimentos ou doenças: Alguns animais que estão doentes, precisam de um lugar tranquilo para se recuperar, e alguns cuidados adicionais. Por exemplo, um cão com uma perna quebrada pode precisar de tempo para a sua perna voltar ao normal e recuperar forças antes de que ele esteja apto para ser colocado definitivamente para adoção. Cuidar dos animais doentes é mais adequado em casas sem crianças ou animais de estimação brincalhões. 

05. Animais que estão estressados, ou deprimidos por estarem numa clínica, confinados por um longo tempo.

06. Animais que sofreram maus tratos, e que necessitam de muito carinho e atenção para recuperarem a sociabilidade e auto estima.  Bichinhos que não tiveram muito contato com pessoas (ou apenas o contato com pessoas negativas) podem não confiar nas pessoas, e precisam aprender que estar com humanos pode ser uma coisa boa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário